Marcadores

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

A-MAR-GO MAR...

Óh mar amargo
Amargo mar...
Teu ínicio é tão distante 
Que daqui não posso enxergar...´

És amargo porque tuas águas 
Para mim não podem parar...

Segura tua onda que eu quero te alcançar
E dizer-te que tu me fazes acalmar...

O teu amargo é o reflexo da minha alma
De tanto te admirar
E nunca poder te alcançar...
Óh amargo mar.



Por Jacelena Dourado .....


5 comentários:

  1. po jace ficou maneirão, parabens ficou massa, um beijao fuiiiii

    ResponderExcluir
  2. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Fabrício e cheguei até vc através do Fabrício Carpinejar. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir meu blog Narroterapia. Eu sei que é ridículo da minha parte te mandar essa propagando control c control v, mas sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas no blog Fabrício, estou me aprimorando, e com os comentários sinceros posso me nortear melhor. Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs


    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.


    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.


    Abraços

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Jace adorei! bem expressivo além de criativo, parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Oi amigaaaaaaaaaa!!
    Adorei o post assim como adorei teu blog,
    bem objetivo e sem enrolações, dá um pulinho
    no meu blog e vê se me segue!!
    Bjuzz!

    ResponderExcluir