Marcadores

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Sobre o pianista Marcelo Bratke


Nossa, como é bom viver cultura, ouvir bons sons e sintonizar energias fantásticas!!!


Assim, foi minha experiência na última quarta feira (18/08) aqui em São Luís. Tive o privilégio de ir à orquestra apresentada por Marcelo Bratke e uns jovens músicos eruditos populares em homenagem a Ernest Nazareth.


 Apesar de gratuita, a apresentação única não lotou o Teatro Arthur Azevedo, fato este que me despertou certa tristeza, pois uma orquestra de alta qualidade, com um pianista brasileiro bem conceitudo mundo afora, e não tendo a desculpa de "estava caro"  era de se esperar que todos quisessem prestigiar.  Bom, mas EU FUI!!! E iria novamente! 


Devo confessar que me senti meio extraterrestre ao perceber que nunca havia tido um contato tão próximo com a música como tive recentemente, pois ter a oportunidade de trocar idéias com Marcelo Bratke e com os jovens que hoje vivem de música, e conhecer um pouquinho da história deles, não tem preço!


 O trabalho de Bratke é diferenciado pelo fato desse resgate que ele faz com jovens que até então não tinham perspectiva com a música. Esse trabalho entre música e resgate social resulta numa incível valorização cultural social.


Parabenizo Marcelo Bratke pela iniciativa e agradeço por ter conseguido prestigiar o seu trabalho aqui no Maranhão e que eles voltem mais vezes!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário